Pequenos consertos

A banheira e o trocador estão em ótimo estado. Apenas descolando um tiquinho aqui, um tiquinho acolá. Pode ser que descole amanhã mesmo. Estamos em experiência.

Aqui não é só marido de aluguel que resolve.

Estamparia com quiabo

Da série estamparia com legumes e que tais.

Júlia e Murilo fizeram a primeira experiência.

Depois fiz as máscaras para os dois, para proteção contra o Corona vírus, com os tecidos prontos.

Hoje estampei outro tecido. Três quiabos unidos com um elástico. Para projetos futuros.

Decoupage – fibra de bananeira- Festa! SESC Santos/SP.

Fizemos com a artesã – NEUZA DE JESUS DA CONCEIÇÃO – CURSO DECOUPAGE EM BANDEJA COM FIBRA DE BANANEIRA

A fibra depois de tratada, fica assim:

Esticamos no sentido da fibra (sentido do comprimento) e retiramos os fios mais grossos de sua trama,

para deixá-las mais lisinhas.

O resíduo das fibras podem ser aproveitados em outros trabalhos, incluindo cabelinhos de boneca o que

eu pretendo experimentar para uma boneca pra Júlia. Trouxe um pouco do que retirei.

A decoupagem aqui foi feita sobre uma bandeja de MDF. Lixamos a superfície para deixá-la sem rebarbas.

E começamos a decoupage propriamente dita, pelos lugares vazados.

A artesã muito paciente, foi ensinando a melhor maneira de fazer os cantos e encaixes das fibras, para um trabalho bem feito.

Refila-se com cuidado, podendo usar lixa de unha para retirar os pequenos excessos.

O vidro faz dela uma bandeja resistente ao calor e à umidade que possam danificá-la no dia-a-dia. Para finalizar, um trançado fixado com cola branca e alguns alfinetes.

Voilá!

Da série faça você mesmo.

Nem fotografei o antes. Na verdade, esqueci. Talvez, uma proteção para mim… já que estava muito feia a saboneteira. Queria comprar outra, mas nunca me lembrava disso.

Nesta semana, pensei em pintar antes, para ver se recuperava a dita cuja. Meu banheiro é rosa e preto. As peças são,pretas. O chão é preto. As paredes, rosa.

Então, voilá!